Construindo seu sonho de voar

Mangueiras Aeronáuticas, será que conhecemos sua real importância?

A importância da mangueira em uma aeronave

Quando iniciei na manutenção aeronáutica, logo aprendi a importância e cuidados que se dispensa aos componentes aeronáuticos mesmo quando estão com defeito; tapar conexões e orifícios para evitar a entrada de objetos estranhos (F.O.), utilizar apenas os Part Numbers indicados nos dados técnicos, seguir procedimentos, por vezes repetidamente, antes da liberação para retorno ao serviço a fim de se certificar do perfeito funcionamento… a limpeza após o término do trabalho, e tantas outras boas práticas de manutenção que se for listar aqui o artigo tende ao infinito.

Mas um certo componente sempre me pareceu relegado a segundo plano, parecia ser algo menos importante ou até menos “digno” dos mesmos cuidados… as MANGUEIRAS! Talvez pelo fato de que muitas vezes sua aparência não seja das mais bonitas ou agradáveis, já que normalmente são instaladas em áreas que sofrem com sujeira, temperatura (alta e baixa), impactos e outros agentes externam que contribuem para tal, ou talvez por parecerem algo mais frágil, nos dá a falsa impressão de ser menos importante. Há também uma certa antipatia por parte dos mecânicos, pois muitas vezes as mangueiras estão instaladas em locais de difícil acesso e a tarefa de removê-las e instalá-las é uma tarefa um tanto ingrata.

Mas posso dizer que minha percepção estava completamente equivocada, apesar de reconhecer que outros mecânicos da minha geração ainda tendem a pensar da mesma forma, foi somente após iniciar minha atuação numa oficina especializada em mangueiras (sim isso existe! com homologação e tudo!) que tive a dimensão da complexidade que é uma mangueira aeronáutica.

É importante lembrar pra que serve a mangueira… nos treinamentos que ministro sempre digo que não é exagero compará-las às veias e artérias do corpo humano, pois numa aeronave os fluidos transportados por uma mangueira, então elas são, de fato,  de vital importância para o funcionamento seguro dos diversos sistemas. Acho que apenas quem já teve a infeliz experiência de perder pressão de óleo do motor numa decolagem por vazamento de uma mangueira (não é o meu caso, ufa!) faz ideia da sua real importância e aí tem-se a certeza, É UM COMPONENTE AERONÁUTICO COMO QUALQUER OUTRO!!!!.

A mangueira aeronáutica é muito mais que um mero tubo de borracha dotado de partes roscadas em suas extremidades, pois também deve resistir à pressão (positiva e negativa), temperaturas altas e baixas, abrasão e ainda ser compatível com o fluido a ser transportado, ter rastreabilidade, ter sido fabricada e montada conforme normas rigorosas, estamos ou não falando da mais fina engenharia?

Não caia na tentação de desprezar ou de achar que é “tudo a mesma coisa”, mangueira é componente tão sério quanto qualquer outro componente da aeronave, e quem diz o que se pode ou não fazer com elas, quando inspecionar retestar, reparar ou mesmo trocar, é o manual da aeronave, nada mais!

Quer saber mais sobre mangueiras? Mande um E-mail para iltonnoviski@gmail.com terei prazer em respondê-las! Ou acesse www.recominte.com ou http://www.eaton.com/Eaton/ProductsServices/Aerospace/HosesCouplingsDuctingandSeals/index.htm

Grande abraço e sucesso!

Ilton Noviski
Technical Manager at Recominte